18 de janeiro de 2009

Para que servirão as faculdades?

diploma Está a passar neste momento na TVI um programa sobre profissionais sem canudo. Desde professores a médicos, passando por padres e engenheiros, todos têm em comum o facto de nunca terem andado numa faculdade ou, pelo menos, de nunca terem tirado um canudo, nem mesmo um canudinho. Também têm todos em comum o facto de terem sido competentíssimos nas suas profissões, até serem caçados pelo sistema que os julgou, condenou e proibiu de exercerem as respectivas profissões: o médico, depois de tratar milhares de doentes tão bem quanto o fazem os diplomados, foi suspenso; o professor, considerado excelente por quase todos os estudantes e pelos notórios resultados que obteve, foi obrigado a abandonar o ensino; o padre, orador excelente, camarada excelente e excelente servo de Deus, viu impugnados todos os casamentos que realizou. Só o engenheiro é que teve mais sorte. Conta-se que foi desterrado para um país (zeco) do terceiro mundo, onde se tornou o melhor primeiro-ministro de que há memória. Pelo menos ele acha isso…

(Imagem daqui)

2 comentários:

maria_arvore disse...

Também vi e pareceu-me a prova de que o canudo não faz o monge mas a prática. :) A estes não foram dadas novas oportunidades. ;)

joao de miranda m. disse...

Bem observada essa. Espero que tenham uma nova oportunidade do tipo socratino, depois de cumprirem as respectivas penas. Grande abraço.