11 de abril de 2012

Conjuntura sistémica

aula substIgnoram a tua presença. Desprezam-te. Se lhes diriges a palavra no sentido de repor alguma decência, gozam-te. São uma turma, uma chusma, um bando, tão vara quanto récua. No entanto, há um momento em que te sentes útil: um deles chama-te lá do fundo do caos. Perguntas educada e esperançadamente o que deseja. Ele responde com uma pergunta: posso ir à casa de banho?

Não era bem o que desejavas ouvir, mas já há muito tempo deixaste de ouvir um décimo do que desejarias ouvir. E um pedido para utilizar as instalações sanitárias é, no mínimo, um pedido higiénico. Com certeza, amigo, podes ir. E encerras aqui a tua profunda reflexão sobre a utilidade e objectivo das aulas de substituição, sobre a utilidade e objectivo do sistema de ensino, sobre a utilidade e objectivo da tua vida. Sais quando toca, diriges-te ao bar e inundas a garganta de bolos e de café, antes que o teu esófago expluda num segundo big-bang, com lavas de indignação e big-mac…

  Post 827      (Imagem daqui)

7 comentários:

OLima disse...

Muito bom. Não me digas que já começaste a escrever uma espécie de diário da reta final da tua vida na escola? É que eu fiz um dos últimos 3-4 anos. Ficou com 50 e tal páginas...
abraços

Anónimo disse...

OLima. Eu quero ler isso. Não sei como, mas quero.
joao de miranda m.

Fátima Laouini disse...

Objetivamente - muito bom. :)
Beijinho muito subjetivo

Anónimo disse...

E no meio de tanto pateta alegre, nós somos o palhaço triste!
Muito bem observado! Hilariantemente escrito!
OF

Anónimo disse...

Fátima
Aefectivamente, parabéns pelos temas abordados, sempre oportunos.
Grande abraço.

OF
É muito bom quando um escrevinhador de croniquetas blogosféricas ouve um elogio de uma escritora. Apetece dizer à maralha lá da escola "vejam o que OF diz dos meus textos..." Mas não digo! Grande abraço.

joao de miranda m.

O cidadão Zé disse...

E quando ao entrar no Anfiteatro sala26, um aluno do PIEF (recordam) me manda f ....
Sim senhor, tem havido boa evolução ... posso ir lá fora mi...

Abraço João

Anónimo disse...

Oi, santos
Não sabia dessa. Sim, tem havido evolução no sentido da boçalidade e da barbárie...
joao m