19 de novembro de 2011

Coçando a cabeça (3)

coçando cabeçaEstou muito preocupado, João. Ontem, a minha turma do 11M portou-se bem. Não sei o que lhes aconteceu e temo que isso possa augurar alguma tragédia. Nunca tinha visto a turma quieta, calada, atenta, disciplinada, desperta e, para cúmulo desta inusitada postura, tudo isto ao mesmo tempo. Consegui dar-lhes uma aula completa, em total harmonia, cumpri o plano e ainda aceitaram, submissos, a prescrição de um pequeno trabalho de casa que, reconheço agora, foi um erro pedagógico grosseiro. Na verdade, deveria preferencialmente ter explicado que não haveria tpc, visto que o comportamento da turma tinha sido fabulosamente assertivo, merecendo prémio chorudo e não castigo abusivo, como é sempre o trabalho de casa. Obviamente, os alunos, dotados de senso de justiça maior que o meu, não tocaram no tpc nem ao de leve e eu também nem sequer toquei no assunto e dei-me por feliz por não ter ouvido deles nenhuma repreensão consequente.

Depois da aula, dirigi-me por mail ao DT, manifestando a minha preocupação por aquilo que supus ser alguma epidemia de bom comportamento que venha a pôr em causa, de modo irreversível, todo o trabalho de ajavardamento que o ensino público tem vindo a implementar junto dos jovens. Se, por uma qualquer razão imponderável, isto continuar, correremos o risco de destruir definitivamente a identidade do nosso sistema educativo.

E pronto, fiz a minha parte, cumpri o meu dever – avisei quem de direito. Mas ainda estou estupefacto, palavra de honra…

  Post 793    (Imagem daqui)

2 comentários:

Fátima disse...

Fabuloso! :::))) Eu cá queria, perdão, não queria uma turma dessas. Dá má reputação ao sistema ::))
Bjinhos

Anónimo disse...

eheheeheheh
jmm