27 de março de 2009

A melhor anedota de 2008

rir A melhor anedota que ouvi o ano passado é esta:

“- O que pensa do aborto?

- Bom, acho que tem sido um bom Primeiro-ministro.”

(Obviamente, alguém descobriu, inventou ou criou esta obra-prima. Coisa de um anónimo, certamente. Figuras de topo da literacia mundial, celebridades literárias, escritores dos spotlights culturais e televisivos podem escrever páginas e páginas da mais desmedida chatice literária. Um anónimo inventa aquela anedota e continua anónimo! Como pode ser injusto o mecanismo da fama!

Quero conhecer o autor daquela maravilha. É com ele que quero partilhar o momento sublime de uma cerveja ao fim da tarde. Pago eu.)

(Imagem daqui)

1 comentário:

Tony disse...

E vão dois!
De facto, as coisas simples são sempre boas.